Adormecida, nua como o sol / Gocho Versolari, poeta

Um batiscafo se afasta,
outro chega
e no parapeito das horas
espero que você desça
descalça
desmaiou
cheio de pássaros e pores do sol
Eu te pegaria pela mão
e nós corríamos para o celote
e afundaríamos sem morrer
emergir no mundo invertido,
na loucura do espaço. Nessa dimensão
nós nos amaríamos como beduínos
livre de calor, de roupas,
livre dos velhos retratos de família. Nós nos amaríamos
como um casal de recém-nascidos
pendurado na mezanino dos sonhos.
Depois
dormindo em meus braços
Eu te beijaria até que noite quente
misture e filtre com as barras do seu ser
Adormecida.
Nua como o sol

driftwood_of_a_dream_by_gerhardt_d3195qw-fullview

GOCHO VERSOLARI

Comenta. Comenta. Son importantes tanto las caricias como las bofetadas.

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.